terça-feira, 2 de abril de 2013

Tudo pode Mudar, por John Sandford

A Sombra da LuaTudo pode Mudar - John Sandford (Virgil Flowers #1)
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580410297
Compre: Saraiva | Submarino | Compare Preços
Classificação: 


Acostumado a assumir casos difíceis, o investigador do Departamento de Detenção Criminal de Minnesota Virgil Flowers é mandado a Bluestem, uma pequena cidade do interior, para ajudar a polícia local a solucionar um crime que chocou a população: um casal de idosos foi morto em sua residência com requintes de crueldade.Ao chegar à cidade durante a madrugada, Virgil é surpreendido por um incêndio no alto de uma montanha. A casa do fazendeiro Bill Judd é consumida pelas chamas e seu proprietário morre sob os escombros. Depois de oito anos na polícia de St. Paul, em Minnesota, Virgil Flowers recebe o irrecusável convite para fazer parte do Departamento de Detenção Criminal do estado, com a promessa de assumir apenas casos importantes. O que ele não podia imaginar era que a investigação mais difícil de sua carreira estava prestes a começar.Jim Stryker, xerife na pequena Bluestem, procura Virgil após um médico idoso e a esposa serem mortos em casa. A cidade, que não registrava nenhum crime grave fazia 20 anos, está em pânico e a polícia local não tem experiência para lidar com o caso.

 Logo de início, somos apesentados á uma cena de assassinato realizado por uma pessoa que se denomina Lunar. A vitima trata-se de Bill Judd, um velho riquissimo que além de juntar grana, também juntou vários innimigos devido ao seu jeito arrogante e mesquinho que tem.
Virgil Flowers, investigador do Departamento de Detenção Criminal é mandado para Bluestem, para investigar um outro assassinato brutal que ocorreu antes de Bill Judd, onde um casal foi morto na sala de sua casa e o homem, recebeu dois tiros nos olhos.
Mas a sessão de assassinatos não para por ai, outro casal é assasinado e com marcas parecidas com os anteriores, e a cidade é pequena, então um rastro de terror se alasta pelos moradores e antes de pensarem, quem é o assasino, a pergunta que mais ecoa é: "Quem será o próximo?"

Virgil Flowers é amigo de Jim Stryker, o xerife da cidade que, tem uma irmã que desprta um certo interesse em Virgil, que já não possui um histórico positivo sobre os seus últimos quatro casamentos.
Ao buscarem pistas que possam levá-los até o assassino destes crimes, eles encontram históricos sobre um produto para fazendeiros que não veio a findar na época, o que quebrou a economia dos fazendeiros da cidade que esavamenvolvidos no caso. Um dos responsáveis está Bill Judd, que também foi assassinado, além do médico e sua esposa.
Qual é a razão deste assassinoe estar matando essas pessoas? Estaria ele envolvido no esquema dos fazendeiros?

O livro é recheado de cenas de ação, quem é fã de livros policiais vai adorar! Virgil é um bom personagem, o favorito do livro, mas acho que gostaria mais dele se fosse menos forçado. O livro vai se arrastando até a página 190, mas após isso a leitura flui de uma forma bem gostosa e o livro termina sem muito suspense, que ficou por conta do meio do livro. Esse é o primeiro livro de uma série, o que nos faz ficar no aguardo de mais aventuras de Virgil.
É uma leitura morna, boa pra ler em um final de semana qualquer, sem nada para fazer, enrolado em um edredom. hahaha

Até a próxima gente!


Este livro é cortesia da Editora Arqueiro, nossa parceira!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Resenha - Tudo pode Mudar


Tudo pode mudarTítulo: Tudo pode mudar 
Autora: Jonathan Tropper
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
ISBN: 9788580410303
Classificação:  



Aos 32 anos, Zachary King é um homem que parece ter a sorte a seu favor. Possui um emprego estável, divide um apartamento luxuoso com um amigo milionário e está noivo de Hope, uma jovem inteligente, sensual e muito acima de seu nível social.Mas tudo começa a mudar quando ele encontra sangue em sua urina. Preocupado, procura imediatamente um médico, que o aconselha a investigar a causa do sangramento. Obcecado pela ideia de que se trata de um câncer, Zack começa a refletir sobre sua vida e as escolhas que fez até então. Nada parece satisfazê-lo de verdade. Seu trabalho é estressante demais e ele não tem certeza se ama Hope da forma como deveria. À medida que o casamento se aproxima, Zack é assombrado pela lembrança de Rael, seu melhor amigo, morto em um acidente dois anos antes, e por seus sentimentos cada vez mais complicados por Tamara, a bela viúva de Rael. Como se tudo isso não fosse ruim o bastante, seu pai, um homem inconsequente e viciado em Viagra, reaparece após 20 anos de ausência tentando reparar os erros do passado. Mesmo relutando em aceitar a presença do pai, Zack vai aos poucos se deixando influenciar pelo seu comportamento irresponsável e acaba tomando atitudes extremas, com resultados desastrosos. Em pouco tempo, sua vida amorosa se torna caótica e sua existência, antes tão bem estruturada, entra em um redemoinho que foge ao seu controle.

Zack é um homem de 32 anos, bem sucedido: possui um emprego estável ( vale ressaltar que, ele não gosta desse emprego), uma noiva perfeita, rica e extremamente apaixonada por ele e pra completar sua vida invejada, ele mora em um apartamento luxuoso de seu amigo Jed, que passa o dia inteiro deitado no sofá assistindo tv, pois não superou a morte de seu amigo Rael, que também é amigo de Zack.  A rotina da vida de Zack era a mesma até, em certa, manhã aparecer sangue em sua urina, e Zack vê todos os seus planos para a vida se despedaçarem de frente á possibilidade de um câncer. Para completar ainda mais a situação, o pai de Zack, que até então havia sumido sem nunca dar satisfação, resolve aparecer e interpretar o papel de "pai presente".

Depois disso, a vida de Zack muda, e ele também, mas de uma forma negativa Ele sai do emprego, começa a agir de forma infantil, e começa a desenvolver um certo sentimento pela viúva de seu amigo Rael, Tamara. Sua relação com ela e a filha sempre foi muito próxima, e após ter encontrado sangue em sua urina, ele começou a pensar em como as coisas mudam de uma hora para outra.

E acho que é essa a idéia que o autor tenta nos passar: de como a nossa vida, por mais perfeita que seja, pode mudar de uma hora para outra. Em Tudo pode Mudar, acompanhos todas as fases de Zack até o seu amadurecimento, quando ele parece realmente ter 32 anos, começa a agir como um homem e conserta sua relação com seu pai, que tem um jeito bem louco de viver.

Tudo pode Mudar é uma leitura gostosa que pode ser feita em até um dia. O livro tem seus altos e baixos, mas a mensagem passada é linda, uma verdadeira lição, saber lidar com os problemas.

Esse livro também teve adaptação para o cinema, mas eu não achei o trailler! Mas é uma leitura que recomendo!

Até a próxima! :) 


Este livro foi uma cortesia da Editora Arqueiro, nossa parceira!


terça-feira, 26 de março de 2013

Alguns esclarecimentos

Olá pessoal! Quanto tempo, hein?!

Há quase um ano que não apareço por aqui e, estava com saudades dessa rotina de bloggar.
Bateu muita saudade. Pensei bastante e resolvi ativar o blog novamente, e uma das grandes ajudas foi a Nath do Books in Wonderland, quando me convidou para ser colunista semanal lá no BW. Senti falta do meu baby, mas 2012 foi um ano tão tenso e puxado pra mim, que acabei abrindo mão de muitas coisas que faziam parte da minha vida em 2011. E acredito que devo á vocês, leitores, uma explicação do porque ter abandonado o blog assim, do nada.

No começo de 2012 eu passei no vestibular, no meu tão sonhado curso de Odontologia, na minha tão almejada FOA - UNESP e consequentemente, mudei de cidade! Atravessei o estado pra vir morar aqui em Araçatuba, cidade queeeeeeente pra diabos, mas tudo bem, eu estava onde queria! Mas nem tudo foi fácil, os primeiros meses foram dificeis, a saudade de casa, a diferença de temperatura... Em Guarulhos eu estava acostumada a ter as coisas mais acessíves, pois querendo ou não, a rotina da capital para o interior é diferente, e foi meio complicado essa mudança. Sempre fui acostumada a andar de ônibus na minha cidade, mas aqui não tinha condições! O transporte público é uma loucura e os motoristas arrogantes! O único meio era táxi ( que não rola, é muito caro!) e moto táxi, que eu morro de medo hahaha.

Também teve a rotina da faculdade, que era puxada, muitas provas, alguns estágios, e tive que priorizar minha graduação, não tive muito tempo para ler meus livros... e o blog acabou ficando abandonado.
Senti falta de postar, muita! E hoje, decidi realmente voltar pra cá. Para mim não importa se vai ter postagem todos os dias, ou o número de seguidores. O que realmente vai importar para mim é ter o meu cantinho para poder escrever e comentar sobre aquilo que mais amo nesse mundo: livros. 
Por que vai ser assim: eu e os livros, desde quando lançei o blog, o objetivo era esse, e continua sendo.

Saudades de todos vocês leitores, e espero que consiga encantar vocês de novo, e trazer minha opiniões e novidades do mundo literário para vocês!
Ps.: Em breve abrirei vaga de colunista.
Ps 2.: Não quero mais abandonar vocês.
Ps 3.: Postarei resenha amanhã!
Ps 4.: Acabaram os ps ;/

Super beijo, 
Thata! :))

sábado, 9 de junho de 2012

Um Peixe de Calças Jeans, por Allan Pitz

Um Peixe de Calças Jeans
Um peixe de calças Jeans
Nùmero de Páginas: 26
Editora Livro Novo

As crianças precisam aprender o sentido de união, igualdade e respeito desde o início da jornada. Atuando nesse pensamento, Um peixe de calças jeans e outras histórias para unir traz em sua linguagem simples e acessível histórias curtas e assimiláveis que visam eliminar os preconceitos sutilmente. Agindo no subconsciente formador das crianças. Enriquecendo-as moralmente. A ideia desse livro brotou pelas inspiradoras teorias de Dr. Joseph Murphy (1898 – 1981), autor do livro O Poder do Subconsciente (título original em inglês: The Power of your Subconscious Mind, onde defende a tese de que a mente subconsciente (responsável pelo sono, memória, batimentos cardíacos e outras muitas funções do corpo) ao aceitar uma idéia, começa imediatamente a pô-la em prática. Segundo Murphy, a mente subconsciente aceita tudo que lhe é sugestionado de forma vigorosa e constante; assim, podemos adicionar as informações boas e benéficas sobre o que quisermos. Em Um Peixe de Calças Jeans, a teoria subconsciente é usada para o bem mais pacífico e precioso de todos: o amor fraterno de nossas crianças. A paz. E a união incondicional entre as pessoas. A proposta maior deste livro é ajudar na diminuição da ocorrência de bullying (repetidas agressões psicológicas e/ou físicas) não só nas escolas, preparando o futuro cidadão de bem para as diferenças que o mundo oferece, construindo uma nova geração mais fraterna, livre dos bloqueios preconceituosos gradativamente impostos



Desde que aceitei participar do Book Tour Sello Brasileiro, já tinha uma noção de que este livro era curtinho, mas nem tanto quanto ele realmente é, e muito menos que ele usa, através de uma linguagem simples e objetiva, pequenas história/contos com rimas, direcionados para crianças, que falam sobre o preconceito e aceitação das diferrenças.
É um livro voltado para o público infantil, mas devo dizer que poderia ser aberto á todas as idades, pois ainda há muito preconceito gerado por nós, "pessoas gandes" e é através de nós que as crianças enxergam o mundo, criam uma imagem através das nossas atitudes. 
O livro é bastante didático, e o autor está de parabéns pela forma como postou as histórias, mostrando que as diferenças muitas vezes pode ser uma virtude para nós, não somos iguais, cada um tem o seu ponto forte e o ponto fraco e, devemos cada um respeitar e saber lidar com essas diferenças. Afinal, imagnem o caos que seria se todos nós quisessemos e fizessemoas as mesmas coisas?


A capa do livro é bastante convidativa, e nos atrai bastante para o conteúdo. O autor soube lidar e expor de uma maneira objetiva as dificuldades vividas por quem sobre bullying, desde a aceitação de quem é, até a aceitação para viver na sociedade com essas diferenças. Vale a pena conferir.


Este livro faz parte do Book Tour Selo Brasileiro!




sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Irresistivelmente Fatal, por Marcio Scheibler

Irresistivelmente FatalIrresistivelmente Fatal
Número de Páginas:168
Editora Zum




O jovem Leandro Biavatti pertencia a uma familia rica e sempre estava acompnhado de belas mulheres. Evitava envolvimento sério com qualquer uma delas, pois sempre achava que estavam com ele apenas por interesse financeiro.Mas uma noite de êxtase na vida dele torna-se macabra, pois sua vida termina ali, em sua própria cama. Um crime misterioso, depravado e assustador. Seu melhor amigo, Rodrigo, aciona seu tio detetive, Otávio Medeiros, para tentar resolver esse caso enigmático.Ao longo da trama, acontecimentos e informações incríveis surgem e uma história fantástica vem á tona. Aliando erotismo e mistério, Irresistivelmente Fatal relata sentimentos e atitudes muito presentes em nosso cotidiano, de um ponto de vista trágico e racional.




Irresistivelmente fatal é o livro perfeito para ser lido em uma tarde.
O livro tem poucas páginas e fora do padrão, mas a trama é envolvente!

O livro gira em torno do assassinato de Leandro Bivatti, que após uma noite de sexo com a mais maravilhosa das mulheres, ele é encontrado morto em seu apartamento por seu amigo, com uma faca cravada no pescoço e um braço mutilado.
Querendo justiça e vingança pela morte que seu amigo teve, Rodrigo pede ajuda á seu tio Otávio Medeiros, um ex detetive que largou a carreira para se dedicar á família.
Mas, a pedido do sobrinho, Otávio aceita o caso e começa a investigar qual seria o motivo de tamanha brutalidade.
E, para envolver ainda mais, casos assim como este, estão acontecendo pelo mundo e não há dúvidas: Uma grande máfia está por trás disso. Mas a pergunta que não cala: Porque?

Irresistivelmente Fatal é muito bom! O único fato que me incomodou bastante foi pelo fato da história é rápida, visto que o livro é bem pequeno. Acho que por se tratar de um tema mais complexo, poderia ter sido bem mais explorado. Mas como disse acima, é uma leitura para aquela tarde em que queremos um livro rápido. Mesmo assim o livro não deixa de ser bom! O autor mostrou que tem talento!


Este livro faz parte do Book Tour Selo Brasileiro! 

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Um mundo Brilhante, por T. Greenwood

Um Mundo BrilhanteUm Mundo Brilhante - T. Greenwood
Número de Páginas: 336
Compre: Saraiva | Submarino | Compare Preços
Editora Novo Conceito.
Editora Novo Conceito


Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vitima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo á sua volta, desde o emprego como professor de história até o relacionamento com sua noiva. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos ás pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.

Era para ser um dia como qualquer outro. Até que Bem vai ao quintal buscara o jornal e encontra um garoto mestiço , aparentemente morto, na entrada de sua casa. A partir daí a vida de Ben muda.
Sua vida já não era tão excitante assim. Ele sempre foi apaixonado por história, mas a Universidade em que leciona mostrou uma realidade diferente daqui que ele imaginava quando estava defendendo sua tese. O salário que recebe mal dá para sustentar a casa e para complementar a renda, ele trabalha como garçom em um bar da cidade, onde ele realmente se sente em casa. Ele mora com Sara, e ainda não são casados, apesar do grande desejo da parte dela. Bem já foi extretamente louco por ela, principalmente na época da faculdade, quando Sara parecia ser alheia ao lugar onde se criou, e pela vida privilegiada que teve. Sara é enfermeira e trabalha em uma clinica na cidade.
Bem vai levando uma vida onde ele não está totalmente, ali está apenas sua casca, vivendo dia após dia esperando por uma mudança que irá lhe trazer algum sentido para tudo isso. E é isso que acontece quando ele encontra o garoto caído em seu quintal. Bancando o detetive, ele tenta desvendar o mistério que está por trás da noite de Halloween quando tudo aconteceu. A polícia não parece dar a mínima ao fato de um garoto ter sido morto, já que este menino é um mestiço, vindo da represa. E é então que ele conhece Shady, irmã do garoto que foi morto, e decidi lhe ajudar a encontrar o assassino. O envolvimento entre os dois é inevitável.
E como se não bastasse, Bem se desentende com um aluno, que é filho de um dos homens mais influentes da região, e está com seu emprego ameaçado. E, como se tudo isso ainda fosse pouco, ainda há o drama de sua relação com Sara, onde ele se vê pressionado a casar, e se prender a uma vida que ele não quer.

Um Mundo Brilhante tem uma capa perfeita. Ela possui glitters e nos passa uma atmosfera totalmente misteriosa, nublada o que se encaixa perfeitamente com o estado emocional de nosso protagonista Ben. Ben é o personagem mais cheio de dúvidas e humano possível. Ele não sabe o que quer, sempre faz coisas erradas, o que certamente me fez odiá-lo várias vezes. Mas assim, como qualquer outra pessoa, ele tem suas dúvidas e com base nas suas escolhas, seu caminho é um verdadeiro labirinto.
O final é totalmente inesperado e frustrante. Quando terminei de ler, fiquei chateada pelo que autora fez com o livro. Mas depois de devagar sobre a sua história e pensar no que faria se fosse eu no lugar de Ben, percebi que era esse sentimento que a autora quis nos passar. Sempre queremos tanto algo e muita das vezes não pensamos nas consequências que aquilo pode nos trazer e na maioria das vezes nos frustramos quando sai da forma que queremos. E também há ás vezes em que não mudamos por medo, queremos a mudança, mas o medo nos impede de faze-la. E é isso que acontece com Bem. Ele vive em uma atmosfera totalmente diferente da que ele deseja viver, e em alguns acontecimentos, o planejado pode não acontecer. 


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Lago dos Sonhos, por Kim Edwards

                                                
Número de Páginas: 336


Lucy Jarret é uma jovem de espirito aventureiro que, depois da morte do pai, saiu de casa para cursar a faculdade, e desde então, não teve mais pouso certo. Bem-sucedida em sua carreira, ela vai aonde a vida a leva, sempre pulando de um país para outro, de um bom emprego para outro ainda melhor. De repente ela se vê estagnada, morando o com namorado no Japão, Lucy não consegue arrumar trabalho e a relação deles está visivelmente abalada. O que ela vai descobrir mudará para sempre a percepção que tem de sua família, da morte do pai e de sua própria vida. Em Lago dos Sonhos, Kim Ewards, autora de O guardião de Memórias, cria uma história tocante que nos faz entender que mudar não é apenas ir de um lugar a outro.

Me interessei por “O Lago dos Sonhos” devido aos vários elogios que vi sobre a autora, que também é autora de “O Guardião de Memórias” e esteve na Bienal do Livro ano passado, e a sinopse do livro também me pareceu bastante interessante, o fato de juntar o presente ao passado é algo que eu gosto bastante nos livros. A capa também me instigou e minha curiosidade pelo livro só aumentou.
Quando iniciei a leitura, estava muito empolgada, mas confesso que me decepcionei e larguei o livro, iniciando a leitura de outros livros para ver se depois conseguiria engatar a leitura, pois achei que não estava em um bom momento para a leitura. A história é boa, Lucy perde o pai e se julga responsável pelo acontecimento, não consegue superar a perda e passa grande parte da sua vida adulta viajando pelo mundo para tentar afastar essas lembranças. Ela vive com o namorado Yuri em Jacarta e o relacionamento dos dois não está em sua melhor fase e para ajudar, ela também está desempregada. Assim sendo, ela decidi visitar sua mãe ( que sofreu um pequeno acidente) e seu irmão, em Lago dos Sonhos. Chegando lá, ela encontra documentos que pertenceram á uma antepassada sua chamada Rose, e isso a atrai bastante e Lucy decide pesquisar e saber o que aconteceu com Rose e descobrir porque seu nome nunca foi mencionado nas gerações posteriores á ela.

Como eu mencionei acima, a história é boa, mas é muito detalhista, detalhista demais e exagerada até. A autora se demora nos detalhes e acaba deixando a história cansativa, pesada e na maioria das vezes chata. Lucy é uma protagonista egoísta demais. Ela passou um bom tempo viajando pelo mundo, sem se importar muito com que ou que ficou em Lago dos Sonhos, e quando volta, acha que está sendo “apunhalada pelas costas”. Algumas pessoas ficam presas ao passado, e acredito que tenha sido isso que aconteceu com Lucy. Ela se preocupou tanto em se afastar dele, mas nem percebeu que estava fazendo justamente o contrário. E quando retornou á Lago dos Sonhos, percebeu que era a única presa ao passado.

A única parte da história em que não me decepcionou e que para mim é a melhor, são as cartas de Rose para sua filha. Ela são lindas e também detalhistas, de uma maneira simples, sem muita enrolação. Adorei muito! Talvez por se tratar de histórias antigas, fato que me encanta demais ;)






 
Layout de Giovana Joris